Arquivo do autor:DTparaEducadores

Bicicletário de pneus velhos

Pneus velhos abandonados, coletados pelos alunos e transformados em bicicletário.

Nome: Ana Claudia Lopes
E-mail: aclopes1@hotmail.com
Localização: Ananindeua - PA

Qual foi o seu desafio (ou do seu grupo)?
A escola onde eu trabalho é muito pequena e não têm espaços livres para desenvolver atividades lúdicas e culturais. Um problema enfrentado todos os dias era onde estacionar as mais de cem bicicletas dos alunos?

Como a equipe foi organizada (quem participou do processo)?
A equipe foi formada por alunos do ensino médio e eu fui a mediadora no processo de construção de um bicicletário no qual envolveu os demais estudantes.

Usou o material Design Thinking para Educadores? O que achou?
O material Design Thinking foi primordial pois foi através dele que surgiu a ideia de fazer um bicicletário com pneus velhos.

Quais foram os resultados ou os aprendizados?
O resultado foi maravilhoso: Ao fazer o bicicletário de pneus usados, os alunos também aprenderam conceitos sobre educação ambiental, sobre coleta seletiva e sobre como reutilizar materiais sólidos, dando-lhes novas funções e utilidades.

- - - -

Educação para a democracia

Educação para a democracia.

Nome: Rute Miriam Albuquerque
E-mail: jurematurmadarute@yahoo.com.br
Localização: São José - SC

Qual foi o seu desafio (ou do seu grupo)?
Meu desafio é trabalhar educação para a democracia, com democracia, numa classe de consolidação da alfabetização. Os exemplos televisionados não tem nos ajudado muito, nos últimos tempos;

Como a equipe foi organizada (quem participou do processo)?
As crianças que compõem os terceiros anos do Ensino Fundamental 1.

Usou o material Design Thinking para Educadores? O que achou?
Ainda não conhecia, ou mlehor, conhecia pois participei do MISSÃO PEDAGÓGICA, um curso para educadores que utiliza a metodologia. Quando retornei á sala de aula como professora, repliquei parte da experiência, ou seja, usei as ideias do dt.

Quais foram os resultados ou os aprendizados?
Plasticidade sintetizante; mensagens mobilizadoras; cenários impactantes; discursos orgânicos, coesos e fundamentados. Crianças empoderadas, confiantes e animadas para produzir mais.

- - - -

DT no processo de pesquisa acadêmica

FOTOS MOMENTOS DT 3
AS PESQUISAS ACADÊMICAS COM FOCO NA EDUCAÇÃO PREVENTIVA E INTEGRAL.

Nome: Oralda Adur de Souza
E-mail: oraldaadur@yahoo.com.br
Localização: Colombo - PR

Qual foi o seu desafio (ou do seu grupo)?
O nosso desafio foi "Desenvolver um produto para ser implementado nas instituições afins, com foco na educação preventiva e integral".

Como a equipe foi organizada (quem participou do processo)?
Os participantes do grupo com o qual desenvolvi a oficina são integrantes de um núcleo de pesquisa , alunos de mestrado e doutorado em educação, pela Universidade Federal do Paraná. Em um dos nossos encontros, com a concordância da nossa orientadora, eu os convidei a participar da oficina. Houve aceitação de todos, porém alguns não conseguiram participar durante todo o tempo da oficina. A maioria ficou do início até o final.


Usou o material Design Thinking para Educadores? O que achou?
Organizei o roteiro da oficina que foi enviado anteriormente para a tutora DT. Junto com o roteiro encaminhei uma apresentação em power point composto por 35 slides. Na apresentação inseri um breve histórico do Design Thinking, definição do Design Thinking, Design Thinking para educadores tudo organizado a partir do próprio material Design Thinking para Educadores. Foi muito simples organizar a partir do material disponível e ficou de fácil compreensão para os participantes.

Quais foram os resultados ou os aprendizados?
Para mim foi a constatação que esse formato de abordagem pode me auxiliar na continuidade das minhas pesquisas acadêmicas.
Os participantes mostraram-se surpresos com o resultado final. Verbalizaram o quanto é difícil colocar-se no lugar do outro e buscar soluções para questões que muitas vezes somente apontamos como inadequadas. Aprendemos muito com a oficina.

- - - -

Oficina básica de DT em Floripa

Participantes prototipando
Participantes na etapa de experimentação colocando a ideia escolhida em prática.

Nome: Thiago Reginaldo
E-mail: th.reginaldo@gmail.com
Localização: Florianópolis - SC

Qual foi o seu desafio (ou do seu grupo)?
Foram elaborados os seguintes desafios pelas equipes de trabalho:

1) Como podemos estimular o professor a ser um sujeito mais cooperativo e criativo, inspirador e empoderado, capaz de compartilhar e vivenciar coletivamente novas experiências

2) Como podemos estimular o ecossistema comunicativo da comunidade escolar de modo a promover uma postura mais cocriativa e participativa na aprendizagem?

3) Como podemos incentivar o protagonismo social a partir do gestor escolar de modo que o ambiente educacional seja mais sustentável?

4) Como podemos estimular a proatividade do estudante de modo a torna-lo corresponsável pelo gerenciamento do conhecimento?

Como a equipe foi organizada (quem participou do processo)?
A oficina contou com 19 participantes dentre professores da Educação Básica e Superior, Gestores Escolares, Designers e Arquitetos. Foram montadas quatro equipes de trabalho que elaboraram seus desafios e prototiparam suas ideias.

Usou o material Design Thinking para Educadores? O que achou?
O material Design Thinking para Educadores foi utilizado na oficina e conduziu todas as etapas do processo. A parte teórica do documento e as sugestões de atividades e ferramentas foram fundamentais na organização e planejamento dos trabalhos.

Quais foram os resultados ou os aprendizados?
Os participantes puderam compreender de maneira teórico-prática todas as etapas do material Design Thinking para Educadores. Eles puderam perceber que são fundamentais empatia, colaboração e experimentação. Nisso, geraram o desafio sem colocar a frente ideias já preconcebidas e consideraram os sujeitos, as ações e o propósito da problematização. Os participantes puderam ver aplicações para suas rotinas de trabalho e vida.

- - - -

DT e as relações no Ensino Fundamental 1

Sonhos x pesadelos do Rodolfo
A primeira etapa foi encontrar situações boas (sonhos) e ruins (pesadelos) na vida do personagem Rodolfo.

Nome: Marcelle Bonetti
E-mail: marcellebonettifernando@gmail.com
Localização: São Paulo - SP

Qual foi o seu desafio (ou do seu grupo)?
Trabalhamos em sala de aula com o livro A oficina das borboletas e nosso desafio foi ajudar um dos personagens: Como podemos fazer para que os amigos não riam de Rodolfo?

Como a equipe foi organizada (quem participou do processo)?
Trabalhei com meus alunos de 4o ano, 30 crianças entre 8 e 9 anos.

Usou o material Design Thinking para Educadores? O que achou?
Sim, utilizei as etapas que aprendi no curso e foi muito positivo.

Quais foram os resultados ou os aprendizados?
Os alunos envolveram-se bastante em todas as fases da atividade, conseguiram ser empáticas com o personagem e uns com os outros e iniciaram um processo de fortalecimento dos laços no grupo da sala de aula.

- - - -

DT na sala de aula

Nome: Cristiano Dias de Souza
E-mail: cristiano.diasouza@gmail.com
Localização: Londrina - PR

Qual foi o seu desafio (ou do seu grupo)?
Meu desafio foi aplicar o DT para um grupo de alunos do 9º ano de uma instituição particular. Eu queria que eles se sentissem agentes de todo o processo, algo diferente do que eles estão acostumados. No grupo assumimos como objetivo pensar em novos arranjos de sala de aula para potencializar a aprendizagem e o envolvimento de todos - alunos e professores.

Como a equipe foi organizada (quem participou do processo)?
Eu atuei como facilitador e dividimos a sala em três equipes de 07 participantes cada uma. Todos os alunos se envolveram na atividade.

Usou o material Design Thinking para Educadores? O que achou?
Usei o material na preparação da Oficina e o adaptei para os alunos.
Achei-o muito prático e didático.

Quais foram os resultados ou os aprendizados?
Os resultados foram além do esperado. Os alunos ficaram entusiasmados com tudo que eles criaram. Puderam perceber que os protótipos são ótimos para ver as ideias em forma física. Ao final da Oficina alguns compartilharam que foi uma forma diferente de trabalhar em equipe, ao invés de pensar no trabalho, pensaram no outro.

- - - -

DT na Associação Vida Jovem

Oficina DT para educadores na Associação Vida Jovem – No dia 20/5 realizei a oficina de conclusão do curso de facilitadores do DT para educadores. Foi uma tarde de muito envolvimento e aprendizado de toda equipe da associação que coincidiu com o momento de encerramento dos projetos do semestre.

Nome: Alessandra Corá
E-mail: alessandracora@gmail.com
Localização: Barueri - SP

Qual foi o seu desafio (ou do seu grupo)?
Levei o mote para a oficina de como a Associação Vida Jovem poderia capacitar os alunos de forma a empoderá-­‐los em suas comunidades, uma vez que esse é um dos desafios do trabalho diário dos educadores.

Como a equipe foi organizada (quem participou do processo)?
Participaram todos os educadores e administradores da instituição. Isso foi bem bacana e ressaltado por uma delas que, geralmente, fica um pouco isolada das atividades diretas pois está mais envolvida com financiamento e captação de recursos etc.

Usou o material Design Thinking para Educadores? O que achou?
Sim, usei o material com eles. Indiquei o site em que ele está disponibilizado para que possam tem maior conhecimento e adaptá-lo em suas oficinas, o que encantou a todos.

Quais foram os resultados ou os aprendizados?
Foi um trabalho muito proveitoso. A possibilidade de se apropriarem de uma abordagem e enxergarem uma aplicação prática com as oficinas que realizam com os jovens foi um ponto de destaque por eles. A empatia foi algo muito valorizado no grupo.

- - - -

DT na disciplina de Enfermagem em saúde do trabalhador

Nome: Simone Cecília de Melo
E-mail: simonececiliademelo@yahoo.com.br
Localização: Belo Horizonte - MG

Qual foi o seu desafio (ou do seu grupo)?
O desafio proposto em sala de aula por mim, na disciplina de Enfermagem em Saúde do Trabalhador, foi a criação de um produto para grupos de trabalhadores, escolhidos pelos alunos que tivessem como foco a saúde dos grupos.

Como a equipe foi organizada (quem participou do processo)?
Os alunos escolheram as equipes,levando em consideração a afinidade,o interesse,e até mesmo características importantes para a formação do grupo, sob o ponto de vista deles.

Usou o material Design Thinking para Educadores? O que achou?
Utilizei durante todo o tempo,na organização das atividades para cada etapa,no acompanhamento das discussões em grupo, nos feedbacks para as equipes, enfim, da organização do projeto até sua finalização.

Quais foram os resultados ou os aprendizados?
Todos os grupos conheceram o universo em que todos estavam trabalhando e isso aconteceu,pois os trabalhadores (foco do projeto de cada grupo) estiveram presentes em muitos momentos,auxiliando na elaboração dos produtos.Possibilitou o entendimento da ferramenta no cotidiano do enfermeiro.Aguçou a criatividade das pessoas, a partir do desafio da criação de algo novo e possibilitou que líderes fossem identificados e suas habilidades fossem desenvolvidas.

- - - -

Edufinanceira na Escola

baixeaqui-sidebar

Nome: Priscila Gonsales
E-mail: prigon@educadigital.org.br
Localização: SÃO PAULO - SP

Qual foi o seu desafio (ou do seu grupo)?
Como podemos criar uma plataforma com interface lúdica e interativa para disponibilizar para download os livros do Programa Educação Financeira nas Escolas, criado pela Associação de Educação Financeira do Brasil (AEF), dentro da Estratégia Nacional de Educação Financeira?

Como a equipe foi organizada (quem participou do processo)?
Fizemos um processo de cocriação com a equipe da AEF e professoras da rede pública que participaram do projeto piloto de uso dos materiais na escola, convidamos também professoras que ainda não conheciam o material.

Usou o material Design Thinking para Educadores? O que achou?
Sim, utilizamos a abordagem do DT, especialmente a descoberta para traçar um perfil do público que iria utilizar os materiais, a ideação para gerar possibilidades que essa plataforma teria e, finalmente, a experimentação, quando fizemos os desenhos de como os temas e subtemas poderiam ser apresentados ao usuário.

Quais foram os resultados ou os aprendizados?
A plataforma ficou pronta: www.edufinanceiranaescola.org.br

- - - -

Ipads na sala de aula – como usar?

imagem

Nome: Solange Giardino - Colégio Dante Alighieri
E-mail: solange.giardino@gmail.com
Localização: SÃO PAULO - SP

Qual foi o seu desafio (ou do seu grupo)?
Tenho participado de formação de professores para a utilização de dispositivos móveis na sala de aula e o desafio é instigar o professor a perceber o panorama da aula tradicional e suas consequências, tanto para eles como para os estudantes, criando uma atmosfera favorável à entrada dos iPads na sala de aula, aproveitando as potencialidades que ele oferece de propiciar o protagonismo do aluno e a descentralização do papel do professor.

Como a equipe foi organizada (quem participou do processo)?
Os professores foram divididos em grupos de 4, de forma que tivessem como parceiros os colegas de outras áreas e que atendem a faixas etárias diferentes.

Usou o material Design Thinking para Educadores? O que achou?
Sim e achei ótimo, pois mobiliza os professores a refletir sobra sua pra'tica de forma sutil e ao mesmo tempo poderosa.
O uso do mapa da empatia para o professor analisar como o estudante é, o que ele espera e suas dificuldades, complementa, de forma positiva, a visão que ele faz da sala de aula. É o fechamento e a complementação do eixo ensino X aprendizagem.

Quais foram os resultados ou os aprendizados?
Os resultados foram muito positivos e, ao final do uso do DT, o terreno estava fértil, e fizemos uso da metodologia blended learning "rotação por estações", para apresentar aos professores alguns Apps de autoria que serão utilizados em sala der aula, após a elaboração de sequências didáticas por parte deles.

- - - -