Arquivo do autor:admin

Criatividade e inovação

Nome: Teresa Cristina Lopes Fabrete
E-mail: dudatks2@hotmail.com
Localização: São Bernardo do Campo - SP

Qual foi o seu desafio (ou do seu grupo)?
O desafio desse projeto foi trazer a sala de aula uma nova metodologia voltada ao desenvolvimento da criatividade, para que os alunos pudessem aprender sobre empreendedorismo de uma forma mais dinâmica e descontraída.
Na utilização desta metodologia buscou desenvolver a criatividade, resolução de problemas, liderança, comprometimento, cooperação e superação de limites.

Como a equipe foi organizada (quem participou do processo)?
Teresa (facilitadora principal), Alexandre (co-facilitador), 45 alunos da graduação dividido em grupos pequenos

Quais foram os resultados ou os aprendizados?
Foi constatado que quando os alunos estão envolvidos em uma dinâmica de criatividade eles se demonstram mais comprometidos, tem uma maior absorção do aprendizado, buscam se superar. Foi percebido maior engajamento entre os indivíduos do grupo, teve alunos que se destacaram como líderes e outros como organizadores.
Para o desafio proposto o resultado foi satisfatório.

- - - -

Desenvolvimento de profissionais criativos

Nome: GRAÇA SANTOS
E-mail: orientandoquemorienta@gmail.com
Localização: RIO DE JANEIRO - RJ

Qual foi o seu desafio (ou do seu grupo)?
Apresentar a abordagem Design Thinking como uma nova perspectiva que permite o desenvolvimento de profissionais criativos que possam dar conta das diferentes demandas que a prática lhes impõe.

Como a equipe foi organizada (quem participou do processo)?
Nome do facilitadora: Graça Santos
Data da oficina: 12 de julho de 2017, das 8h às 12h
Local da oficina: Colégio Silva Pereira – Nova Iguaçu/RJ
Quantidade de participantes: 30 docentes (Educação Infantil, Ensino Fundamental I e II)
Parceria com alguma instituição? Sim. Qual? Colégio Silva Pereira – Nova Iguaçu/RJ

Usou o material Design Thinking para Educadores? O que achou?
Sim, o material é norteador de novas reflexões, estruturando o modelo mental dos participantes, permitindo o engajamento e a felicidade de cocriar novos designs.

Quais foram os resultados ou os aprendizados?
Acolhida inesperada com o Café Empático; A descoberta de que problemas podem ser percebidos como desafios, e resolvidos coletivamente; As possibilidades e oportunidades geradas pelo uso da abordagem Design Thinking para educadores; A presença dos gestores pertencendo a um dos grupos; A alegria promovida pela vivência e cocriação das personas/empatia; O engajamento e mobilização dos professores em busca do novo design; A “fala” qualificada dos professores que ofereçam feedback para Gestora, em agradecimento ao fechamento do semestre algo instigante; A estruturação das ideias/modelo mental e a escrita das mesmas; A liberdade para aprender significativamente com novos processos e dinâmicas sem medo de despertar e projetar e potencializar a inteligência coletiva ; Melhoria da comunicação entre professores e Gestão Escolar; Desejo coletivo de continuidade do processo de Design Thinking para Educadores.

- - - -

Design Thinking, Criatividade e Práticas Educacionais

Design Thinking, Criatividade e Práticas Educacionais

Minicurso com objetivo de unir estudantes e profissionais de diversas áreas interessados em repensar as práticas educacionais.

Nome: Amanda Zilli
E-mail: amanda_zilli@hotmail.com
Localização: Londrina - PR

Qual foi o seu desafio (ou do seu grupo)?
O grupo tinha como desafio propor alternativas para a dinâmica da prática escolar no contexto da emergência de novas tecnologias digitais e interativas que alteraram o modo como os estudantes de relacionam com o conhecimento. O grupo deveria utilizar ferramentas disponibilizadas pelo Design Thinking.

Como a equipe foi organizada (quem participou do processo)?
Designers, artistas visuais, estudantes de licenciaturas e professores.

Usou o material Design Thinking para Educadores? O que achou?
Sim, o conteúdo disponibilizado pelo material foi indispensável para apresentar o processo para os participantes que ainda não conheciam e para direcionar as atividades.

Quais foram os resultados ou os aprendizados?
Um dos projetos foi a criação de um aplicativo para 'conectar' professores, alunos e conteúdos programáticos. O outro, foi uma ideia para a flexibilização ou adequação do currículo para que os alunos tenham horários disponíveis para projetos na sua área de interesse. A troca de experiências entre o grupo composto por designers, artistas visuais, estudantes e professores resultou em projetos com uma visão mais abrangente.

- - - -