O que é Design Thinking?

Você já ouviu falar em Design? É um termo de difícil tradução no Português. Algumas vezes dá para substituir por “Projeto”, “Criação”, “Plano” e outras vezes por nenhuma palavra mesmo. Design pode ter significados diferentes conforme o propósito de uso, como por exemplo, webdesign, design de interiores, design gráfico. E Thinking? Do verbo em inglês “to think”, significa “pensar” ou “achar” em alguns casos.
E agora, os dois juntos, “Design Thinking”? Se você digitar num tradutor online, provavelmente vai aparecer: “Pensamento de Design”. E voltamos à questão da tradução.
Por isso, decidimos manter o título Design Thinking (DT) original considerando que é uma expressão idiomática que vem ganhando notoriedade em todo o mundo. Como definição, DT é um novo jeito de pensar e abordar problemas ou, dito de outra forma, um modelo de pensamento centrado nas pessoas.
No livro Design Thinking Brasil, os autores Tennyson Pinheiro e Luis Alt ressaltam que o DT deve ser considerado como uma “abordagem” e não como uma metodologia. E explicam a razão: “…quando se fala em metodologia, logo as pessoas criam a expectativa de que vão aprender um passo a passo, uma receita de bolo. E não é bem esse o caso”.
Sim, não é mesmo o caso. Não se trata de apresentar uma fórmula pronta e estática. As etapas do DT permitem releituras e remixagens a partir das demandas de quem as usa.
Quem popularizou o DT foi a empresa americana de design e inovação IDEO, de Palo Alto, na Califórnia, região hoje denominada Vale do Silício por abrigar boa parte das empresas de tecnologia mais inovadoras do mundo. A IDEO é autora deste material, lançado em 2012, Design Thinking for Educators, que agora existe também na versão em Português.

Fases do processo Design Thinking

1-descoberta2-interpretacao3-ideacao4-experimentacao5-evolucao